Corre mais rápido!

Aqui partilhamos todas as nossas provas e treinos e muitas outras coisas sobre o mundo da corrida...

18/10/2016

Corrida do Aeroporto - report by bluesboy

Quando actualizei pela última vez este blog, estávamos todos longe de pensar que o Bob Dylan ganharia o Nobel da Literatura. Estávamos ainda mais longe de pensar que eu, após um ano sem participar em nenhuma prova, conseguiria fazer 10 quilómetros abaixo da hora com apenas um mês de treinos regulares. Mas aconteceu ontem. na Corrida do Aeroporto.

Pela falta de reports épicos já devem ter percebido que corrida não é coisa que tenha abundado para estes lados. Mas, desde Maio, a vida tem dado para voltar aos treinos de forma minimamente sustentada. Com um esquema de três treinos semanais, de 5-6km cada um, consegui reconstruir minimamente um esboço do que já foi a minha forma física. Um esboço que tem permitido esmerilar a bola de sebo sedentário na qual me transformei (ok, estou a exagerar, mas sendo um tipo baixote, ganhar 10% de peso num ano tem o seu impacto).

Foi neste estado que me apresentei no Domingo, não só para o regresso às provas mas também para cumprir a 100ª prova como Pernas de Gafanhoto. Comecei com um ritmo vivo, fruto da imprudência de tentar acompanhar as quenianas dos Pump Runners, mas ao fim de 4 quilómetros lá aqueci e, com a dilatação das juntas, o chiar das articulações foi diminuindo e pude correr em direcção ao aeroporto com a graciosidade de um Hercules C 130 bem oleado.

Eu, a terminar a prova, todo turbinado


Tempo final de 56:26, muito melhor do que estava à espera e fica a motivação para continuar a insistir nos treinos regulares, que a Corrida Luzia Dias (10k no Lumiar) é já a 6 de Novembro.






06/04/2016

Rocky XVIII - o regresso da lontra

Interrompo o retiro espiritual em que este blog se encontra para anunciar que, espero eu, estou de regresso aos treinos!

A parentalidade manteve-me afastado das corridas, praticamente desde Junho do ano passado. Sei que fiz umas provas de 10 km algures em Outubro, mas foi mais passear o esqueleto num ou noutro Domingo do que o resultado de um treino minimamente disciplinado. Reflexo disso, é que na Corrida do Sporting devo ter sido mais vagarozo que o Custódio nos seus dias de glória.

    
Eu, no 1º de Abril, a tentar sair de casa para correr, envergando o look "ratazana de bandana", tentando passar despercebido.


Com um esforço conjunto para afinar a rotina familiar, a ideia nos próximos tempos é fazer três treinos por semana (um deles no fim de semana), concentrando para a semana de trabalho duas saidas de 5 / 6 km para ir perdendo os cerca de seis quilos de dad bod que adquiri no exercício da parentalidade responsável, atenta e sedentária. Se o plano este mês for cumprido, celebrar-se-á com uma participação na Corrida do 1º de Maio (15km), com dois objectivos: não apanhar o metro na Almirante Reis e acabar a prova vivo.

Para já, a experiência do regresso tem sido um belo exercício de humildade, a ritmos entre os 7min/km e 6:30/km. Sempre com cardiofrequencímetro, para monitorizar a bomba e alongando sempre após cada treino para prevenir chatices nos tendões e afins.

Como o lastro ainda é considerável, estou a ponderar fazer bicicleta como treino longo de fim de semana nos primeiros tempos, para não sobrecarregar os alicerces que sustentam todo este festim de sebo que me rodeia o dorso.




10/02/2016

De volta às corridas! - Pedro Moita

Epah.... já passou bastante tempo desde a ultima vez que aqui publiquei algo!
Outras prioridades têm aparecido na vida e a corrida tem andado de parte. Fiquei semanas sem correr e com isso, ganhei logo uns quilos a mais! Óbvio que não foi só a corrida... uma farta alimentação durante as épocas festivas passadas, juntamente com o sedentarismo.... só podia dar nisso.

Mas parece que as coisas estão a voltar a mudar, e muito sinceramente, vim actualizar este espaço, principalmente para me comprometer e motivar no regresso às corridas.

Como se diz, passinhos de bebé, neste momento sinto-me uma lontra a correr... lento como tudo! Não é que eu alguma vez tenha sido rápido, mas agora estou terrivelmente lento... mas aos poucos vou sentindo evolução, e sinto-me cada vez melhor após terminar um treino.

Os treinos têm sido praticamente todos em estrada, mas conto voltar aos trilhos mal me sinta preparado para distâncias um pouco maiores. Neste momento ainda não corri ainda mais do que 8km, nem o quero fazer sem me sentir preparado, não quero arriscar nenhuma lesão. O objectivo actual é perder peso e começar a ganhar resistência. Vamos ver no que vai dar.

Se quiserem seguir os meus treinos, sigam-me no Strava, e vou tentar também voltar às publicações por aqui. :-)

Boas corridas!

30/12/2015

2015 - pequeno resumo

O ano que agora acaba foi o menos corrido de todos eles (2007 não conta, que só comecei em Setembro).


Foi o segundo ano com menos provas, só suplantado por 2008.


Foi o ano com mais intervalo entre treinos. Para terem uma ideia, ontem voltei a treinar, após 54 dias de pausa. Nem vos digo o pace que fiz... (6:30, cof cof).

2015 foi o ano em que perdi a forma, pois mais altos valores se levantam, neste momento.

2015 foi o ano em que cedi mais dorsais em provas nas quais estava inscrito. E foi o ano em que percebi que mais vale parar durante uns tempos do que estar a tentar conciliar o inconciliável (trabalho + familia + desporto regular  neste momento é completamente impossível).

De 2015 fica sobretudo o treino de ontem. Foi quase mágico que, mesmo com cinco quilos a mais no lombo, me tenha sentido uma criança a saborear cada metro de corrida e a desejar que o próximo ano me traga tempo para ter o privilégio de voltar a correr.

Bom ano a todos!